Correio de Caria

Dia de Finados e Dia dos Santos, Confinados

Por via dos surtos da segunda vaga da pandemia que desta vez também têm vindo a atingir os concelhos do interior, o País decretou novo Estado de Calamidade do dia 30 de Outubro a 3 de Novembro e na nossa região, a vida e a mobilidade ficarão também mais restringidas, neste período que tradicionalmente era ocasião de “vindas à terra” visita às famílias e homenagem aos ente-queridos falecidos.

A partir das 0h de dia 30 de Outubro, está proibida a circulação entre concelhos, com excepção das situações devidamente autorizadas. Na nossa região a tradicional ida à Feira dos Santos, os encontros familiares com castanhas e prova da jeropiga terão de ficar para o próximo ano, pelo menos em grupos alargados. As Cerimónias do Dia de Finados que em muitas paróquias eram antecipadas para o Dia de Todos os Santos, com Romagem conjunta aos Cemitérios também foram canceladas por decisão da Diocese.

Nesse sentido o Município de Belmonte emitiu um despacho no sentido de contenção e mitigação da doença Civid 19, de 29 de outubro a 2 de Novembro, onde o Plano de Contingência dá várias indicações, nomeadamente: O Alargamento do horário dos Cemitérios do Concelho das 8h às 18h (se bem que alguns estão sempre abertos). Definindo a ocupação que pode ocorrer em cada um de acordo com a sua área. Sendo assim no Cemitério velho de Belmonte, podem estar até 60 pessoas; no Cemitério Novo de Belmonte, até 164; No Cemitério do Colmeal da Torre, até 85 pessoas; na Gaia, 37; em Maçainhas, 53; nas Inguias, 49; nas Olas 15; no Carvalhal Formoso, 55; em Caria, 187; em Malpique, 31 e no Cemitério de Monte do Bispo, podem estar até 48 pessoas.

Se houver funerais no período em que vigora o presente despacho, será impedido o acesso ao cemitério e as pessoas que aí se encontrem em homenagem a outros falecidos, terão de se retirar, enquanto procede a imunação, exceto se forem familiares do então falecido.

O Município decreta ainda, a obrigatoriedade de usar máscara, ou viseira de protecção nos Cemitérios e na zona envolvente dos mesmos; É restrita a presença ao máximo de cinco pessoas; Respeito pelas regras de higienização, onde as pessoas devem desinfetar as mãos à entrada e à saída (embora não se refira se os Cemitérios vão ser equipados com álcool-gel); O respeito pelas regras de proteção e distanciamento físico, mínimo de dois metros; Interdito o uso partilhado de utensílios e ferramentas como (regador, baldes, tesouras, vassouras, etc); Higienização dos espaços de circulação e instalação, de dispensadores de liquido desinfetante para as mãos, sendo cada freguesia responsável pelo respetivo Cemitério Municipal, onde deve desinfetar as superfícies dos equipamentos de utilização comum.

Em Penamacor as restrições, já em vigor desde o dia 14 de outubro mantêm-se até ao dia 2 de novembro, com a adoção das medidas e recomendações emanadas da Direção Geral de Saúde relativamente ao COVID-19 mantendo a necessidade, por razões de saúde pública, da adoção de regras de ocupação, permanência e distanciamento físico, bem como regras de higiene.

No concelho do Sabugal, as restrições foram decretadas para o Cemitério da vila do Sabugal com indicação de alargamento aos restantes do concelho, mas cuja gestão é da responsabilidade das freguesias. A linguagem é um pouco diferente, mas a finalidade é a mesma, (uma pessoa por cada 20 m2, distanciamento de 2 metros, uso de máscara e demais regras da DGS)

Na mui nobre freguesia dos Três Povos, a junta de Freguesia emitiu também esta semana um comunicado onde diz, que “os cemitérios de Escarigo (2) e Salgueiro/Quintãs estarão abertos no dia de Todos-os-Santos, assim como nos dias que antecedem a efeméride e no dia de Finados.

A Junta lembra a necessidade do cumprimento escrupuloso de todas as normas preventivas e de segurança relativas à pandemia COVID-19 a fim de evitar contágios e propagação da doença.

Face às circunstâncias a junta apela que cumpram as recomendações da DGS evitando visitações em grupos, e se possível, que aconteça ao longo dos dias.

Avisa ainda que estão colocados á entrada dos cemitérios desinfetantes para ser usados à entrada e saída pelos cidadãos. Apelando ao bom senso e compreensão dos nossos concidadãos”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *