Correio de Caria

Festa da Cereja em Alcongosta

Conforme Correio de Caria já tinha adiantado na sua edição em papel, decorreu no passado fim de semana da “Aldeia da Cereja” de Alcongosta, concelho do Fundão a edição 2022 da emblemática Festa da Cereja, após dois anos de interrupção devido á pandemia. O certame começou na sexta-feira, dia 10 e prolongou-se até domingo, com as habituais tasquinhas e muita animação de rua, além da cereja fresca e dos produtos derivados deste fruto, como doces, licores, gin, pastéis e bombons.

Neste ano, a festa contou com cerca de 40 expositores e muita animação, para servir os milhares de visitantes que invadiram esta aldeia rural durante o fim de semana alargado. Centenas de excursões, vindas dos mais variados pontos do País para além dos muitos visitantes sem marcação.

Para além da Festa da Cereja, o Município do Fundão aposta todos os anos em várias ações de promoção desta marca, sendo que este ano uma das novidades é uma parceria com plataformas de distribuição alimentar em Lisboa (Bolt Food, Glovo e Uber Eats) através das quais é possível comprar cereja e ter o produto entregue no domicílio de forma rápida e segura.

No dia 10 de Junho, Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas – a “Cereja do Fundão” foi também distribuída em voos da TAP. Uma campanha promocional que incluiu também eventos como os festivais gastronómicos, os voos de balão, as visitas a pomares, as viagens em comboios turísticos ou o apadrinhamento de cerejeiras, entre outras.

Pastelaria Almma Fabrica Bolos com Cereja

Ainda no Fundão a nossa equipa passou no Centro Histórico da Cidade e entrou num dos emblemáticos estabelecimentos, onde por norma as senhoras vão, mas não dizem ao seu nutricionista… Com uma montra fantástica que se mete pelos olhos dentro nos invade até às vísceras e faz depois imensa água na boca, esta pastelaria tem um dos seus lados do balcão só dedicado à cereja e aqui poderemos encontrar: Cavacas de cereja; Pastel de nata de cereja, travesseiro de cereja, pastel de massa filó com cereja; tortinhas (tipo Azeitão) enroladas com doce de cereja, o clafoutis ao estilo francês, de cereja.
Pedimos autorização da gerência para falar com o pasteleiro, trouxeram-nos os dois na mesma pessoa, o Sr. Jorge Manuel dos Santos Machado. É natural de Alcaria e foi emigrante em França, para onde foi de pequenino, onde cresceu, estudou e fez a sua formação de pasteleiro. Em 1982 regressou à sua terra e estabeleceu-se no Fundão, estando assim, nesta cidade há 40 anos, onde já teve várias casas e agora tem a famosa Pastelaria Almma na rua Dr. João Pinto nº8, na zona antiga do Fundão, a qual abriu há cerca de um ano.
Apesar de “os tempos não serem os mesmos e os hipermercados terem vindo a destruir o comércio tradicional” o Sr. Jorge gosta de olhar em frente arregaçar as mangas e inovar, neste sentido aproveitou o “boom da Cereja do Fundão” e começou a preparar para o mercado produtos da sua especialidade com este novo e famoso produto autóctone. No caso do pastel de nata/cereja já o fabricava antes de a Escola de Hotelaria do Fundão o ter apresentado publicamente, “só que depois de irem à televisão, tudo isto ganhou mais fama”. O recheio destes bolos é uma polpa preparada pelo próprio com o miolo da cereja, concentrado de cereja e outros ingredientes. O resto é a composição dos outros bolos a variante é o recheio ser de cereja, onde tem a preocupação de não ser demasiado doce e demasiado calórico.
O tom mais escuro ou mais claro da polpa, também varia ao longo da época como os tons da própria cereja, ficando sempre mais carregada para a final, sem grandes segredos, o nosso anfitrião revelou o que faz para lhe manter uma cor violeta viva ao longo da época.


Sobre a procura e a saída destes produtos no mercado, o empresário disse que há uns anos atrás foi um boom na procura para estes produtos de pastelaria, mas “houve também aqui alguns artistas que começaram a fabricar pastel de nata normal e colocavam uma cereja no fundo, isso não era nada e é óbvio que o mercado perdeu”. Com a certificação da “Cereja do Fundão” e a criação da Confraria da Cereja, também estes produtos ficam integrados e poderão ser certificados, tendo por isso que obedecer a determinadas caraterísticas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *