Correio de Caria

JSD Belmonte – Claúdia André apadrinhou tomada de posse

Um animado jantar convívio no restaurante Altitude em Belmonte, emoldurou a tomada de posse da nova equipa da Juventude Social Democrata, liderada por Norberto Bernardo, no passado dia 29 de abril. Testemunharam e apoiaram esta tomada de posse, a deputada do PSD pelo distrito de Castelo Branco, Cláudia André; o presidente da distrital do PSD, Luís Santos; , Hugo Lopes, presidente da JSD de Castelo Branco e Alexandre Poço, presidente da Comissão Nacional da Juventude Social Democrata.

A sessão abriu com um testemunho de Mafalda Carvalho, presidente cessante da JSD Belmonte que salientou o facto de hoje o PSD contar com um histórico que não tinha há quatro anos atrás, o que se apresenta promissor para o futuro da Juventude Laranja em Belmonte e para o qual a nova equipa liderada por Norberto Bernardo, reúne as melhores caraterísticas para o desenvolver.

Para o jovem eleito no passado dia 26 de março, na liderança da jota, Norberto Bernardo, foram os maiores elogios da noite, contando no resto da equipa com o mesmo “sangue novo” de Mafalda Carvalho (Vice Presidente), Luís Sabino (Secretario Geral), Hugo Morão (Vogal), Marco Morão (Vogal), Sílvia Adolfo e Leonor D`Elvas.   

Norberto Bernardo, afirmando mais uma vez a irreverência da Juventude, fez apelos aos militantes mais velhos do PSD para que organizem também a concelhia do partido, uma vez que esta estrutura não existe. Teceu várias criticas à gestão municipal de Belmonte em matéria de Juventude, referindo a falta de aproveitamento da proximidade da UBI para atrair o seu potencial para o concelho. Situação que se verifica desde a falta de atratividade e de habitação no concelho, à falta até de um autocarro para a Covilhã. coisa que num passado recente sempre existiu. Salientou ainda a falta de contato entre o município e esta Universidade para o recrutamento de engenheiros informáticos que uma nova empresa instalada no concelho está a fazer no Brasil…

Luis Santos presidente da distrital, veio expressar todo o seu apoio à equipa da JSD em Belmonte, afirmando que tem estado sempre com este concelho nas suas prioridades e com a dinâmica de crescimento do PSD desde o primeiro momento. Deixou alguns recados para os que o têm criticado, nomeadamente sobre a escolha de André Reis, citando Bruno Mendes como testemunha dos muitos contatos que fizeram para encontrar um cabeça de lista local e de quantos “se recusaram a chegara à frente”… Lembrando ainda o empenhamento das estruturas do partido para trazer ao concelho a quantidade de figuras publicas do PSD, nas ultimas eleições autárquicas.

A deputada do PSD pelo Circulo de Castelo Branco, Claúdia André, além dos elogios às caraterísticas do novo líder da JSD/Belmonte, centrou a sua intervenção nas questões relativas ao interior que se carateriza sobretudo pela falta de oportunidades para os jovens que queiram progredir e singrar na vida. Realçando a determinação dos jovens que aqui se dedicam à atividade política, no sentido de querer mudar o rumo da sua região, porque ninguém fala na discriminação que atinge as pessoas do interior e que em vários aspetos são discriminados, referindo o que ao longo da história aconteceu com várias indústrias e as matérias primas, estabelecendo um paralelo da relação da Europa com África e do litoral com o interior, onde os segundos fornecem as matérias primas, mas ficam mais pobres porque é nos primeiros que se faz a valorização dessa matéria prima e se aplicam as mais valias. “Para dizer que este interior precisa de vozes, precisa de gente, precisa de energia, precisa de inconformismo e por isso o PSD está cá para dar voz aos problemas e às preocupações do interior”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *