Correio de Caria

Festa das Olas não está comprometida

Apesar de a sensação com que o jornalistas saíram da sessão de Câmara da passada quinta-feira, ser de que a anunciada festa de Santa Ana, este fim de semana nas Olas estaria comprometida, o Correio de Caria, confirmou esta tarde, junto dos organizadores que tudo permanecerá como anunciado uma vez que “a organização não depende da Câmara para o fazer e que todas as questões de segurança estão acauteladas”.

Os pontos 3.8 e 3.9 da Ordem do Dia da ultima sessão da Câmara de Belmonte, o 3.8 dava conhecimento de uma informação dos serviços sobre a adoção de medidas de prevenção e propagação e o 3.9 Sobre um pedido de Apoio às Festas de Santa Ana nas Olas. A sessão foi dirigida pelo vice-presidente informando que a Câmara tinha algumas dúvidas sobre a autorização e apoio a este evento e por isso tinham passado o assunto ao gabinete jurídico que emitiu um parecer e foi endereçado á entidade organizadora. Acerca do ponto seguinte a deliberação do executivo, foi que não fazia sentido a aprovação uma vez que havia essa condicionante sobre o evento. Propondo o vereador Luís António Almeida que todos esses pedidos, tratando-se de apoios extraordinários, deviam ser devidamente fundamentados, uma vez que há contratos-programa com as colectividades.

Em contacto com a Associação dos Amigos das Olas, entidade organizadora do evento, o seu presidente Jorge Ferreira, afirmou que se irá concretizar como previsto e que o assunto enferma de alguns equívocos. Disse que há mais de 15 dias aguardam ser recebidos pelo Presidente da Câmara, o que ainda não aconteceu, recebendo como ultima informação que o autarca estaria de férias até dia 24/8, e talvez por isso a falta de esclarecimento pois “a coletividade das Olas apenas deu conhecimento do evento à Câmara, não está dependente da sua autorização…tem um Plano de Contingência definido e aprovado para a realização deste evento que pode ser verificado e testado”, disse ainda que “as atividades religiosas são acompanhadas pelo sacerdote ao serviço na Paróquia, autorizado pela Diocese da Guarda que tem também as suas normas definidas para estas celebrações”. Quanto ao programa a associação das Olas esclarece que “iniciámos recentemente uma iniciativa de mercado local nos terceiros sábados de cada mês e que por coincidir com a data, vamos manter nos moldes anteriores e como se pratica para estas atividades”, “haverá uma missa campal nos mesmos moldes praticados em várias localidades e no lugar da procissão, haverá a passagem da imagem de Santa Ana, numa carrinha, com as pessoas à janela, como é usual também”. A Arruada no domingo de manhã consiste apenas em dois acordeonistas que passarão a tocar nas ruas da localidade. Disse o presidente da Associação dos Amigos das Olas.

No que diz respeito ao apoio que alegadamente a Câmara possa ter recusado, a direção da associação foi perentória afirmando que foi pedido apenas um “Apoio Solidário para a Festa que contávamos fosse deduzido no valor de 1200 € que a Câmara nos deve do Contrato Programa do ano passado ”, mas ”não depender disso para a realização da festa” e que nessa conformidade se irá realizar  como descrito:

Sábado:

– Das 9h às 13h Mercado com Produtos Locais (apenas permitidos produtores das Olas)

– Às 21h Procissão noturna com a imagem de Santa Ana

Domingo:

10h Arruada – com concertinas nas ruas das Olas

18h Missa Campal no recinto das festas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *