Correio de Caria

O (Des)Encanto da Eurovisão

António José Saraiva
Músico
Caria

Longe dos tempos em que o País parava para assistir a todos os momentos do festival da eurovisão, assisti atentamente as interpretações dos 10 finalistas Portugueses a candidatos a nos representarem no Festival da Eurovisão . Desde 1998 que entrei na vida ativa na musica que sempre me presei por tocar e ouvir tocar todos os instrumentos que me envolvessem, com a musica tocada ao natural .
Pegando já por aí, na generalidade das canções há muita eletrónica .
Não quero aqui desfazer nos artistas que vivem e compõem musica eletrónica porque em todos os estilos de música há muito talento para a fazer . Ficaram pelo caminho as grandes orquestras, conduzidas por grandes maestros que temos no nosso pais .
Ficaram pelo caminho a nossa língua, com participações cantadas em outras linguas sejam elas quais forem .
Nos 10 finalistas tivemos os Quatro e Meia, Aurea, FF, Diana Castro, Maro, Milhanas, Syro, Inês Homem de Melo, Pongo e Tristany e Pepperoni Passion.
Não vou aqui analisar música a música porque em geral temos músicas melancolicas e não centradas no mesmo estilo . Pongo e Tristany foram os mais audazes e levaram a concurso uma eletrónica misturada com os sons de Africa. Confesso que tive alguma simpatia por esta interpretações .
A Jovem Maro foi a grande vencedora com o tema SAUDADE, SAUDADE na final que aconteceu em 12 de Março e será ela que nos irá representar em Turim, Italia no dia 10 de Maio . Não menosprezando o talento desta jovem artista, a maior critica que deixo é ser uma musica que tem na sua composição um inglês misturado com um português .
A musica que me chamou mais a atenção foi o AMANHÃ dos Quatro e Meia .
Dava lhe a eles o primeiro lugar do pódio . O segundo lugar dava ao FF com a musica COMO É BOM ESPERAR ALGUEM . Foi nesta que senti a falta da grande orquestra por de tras e com um grande maestro a conduzir . Á vencedora Maro, dava-lhe o terceiro lugar deste pódio .
Mas no fim e longe da opinião e critica que possa ter sobre a nossa representação na Eurovisão, tenho de deixar os Parabéns a todos os participantes pela garra e ousadia de levarem a jogo o estilo musical que os caracteriza para representarem a nossa familia de artistas que existe em Portugal , porque no final de contas gostos não se discutem, respeitam-se .

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *